sábado, 11 de junho de 2011

Mexam suas bundas!

Mexam suas bundas! Saiam de casa, não para consumir em shoppings! Façam algo de útil e bom! Procurem algum orfanato ou casa de repouso de idosos, dedicados a estes seres humanos de extremas diferenças de idades , órfãos ou não, velhos abandonados ou não, mas que necessitam de um abraço aconchegante , um colinho, uma mão carinhosa e, se não puderem contribuir com dinheiro, levem coisas que não lhes são mais de utilidade ou uso. Encham suas malas dos automóveis e levem para eles, pois tudo será aproveitado a contento e nada será desperdiçado, por quem pouco ou nada tem.
A pior coisa para um ser humano, é ausência de afeto, o abandono e a sensação de não poder contar com ninguém na vida.
Vocês não imaginam o que representam, quando chegam em alguma instituição que cuide de crianças ou idosos. Para eles, vocês se tornam "deuses", provedores de esperança e cuidados, companheiros de conversas e jogos, amigos, irmãos, pais e mães, filhos, netos e o que mais poderiam ser, na ausência dos que deveriam ser e não foram para estas pessoas.
"Quem adota um animal, adota por sensibilidade e caridade, quem adota um ser humano adota a humanidade!"
(Homero Moutinho Filho)

3 comentários:

Igor Morais disse...

O que disse no post anterior vale aqui também... sobre a desigualdade social em nosso país... por isso a importancia de fazer com que as pessoas se unam em torno de objetivos comuns em prol dos mais carentes e necessitdos... existem pessoas que necessitam de atenção, de carinho... Qualquer ajuda individual ou coletiva que visa proporcionar a melhoria da qualidade de vida de pessoas e comunidades é muito bem vinda. Por meio de contribuições voluntárias, a sociedade se mobiliza, organizando e desenvolvendo projetos e ações sociais para transformar determinada realidade para o bem comum.

silvia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvia disse...

Oi Homero
As vezes precisamos de uma boa sacudida para pararmos de nos preocupar somente com nós mesmos. Tive uma sacudida enorme e acredite estou melhor como pessoa. Quando achei que estava melhor levei outra sacudida e estou tentando ser melhor ainda. Estou fazendo minha parte, mas as necessidades são muitas. Um abraço.Silvia