quarta-feira, 17 de junho de 2015

Ou é ou não!

Temos duas opões na vida. Uma é desafiarmos tudo para expormos e manifestarmos nossas convicções e ideais existenciais e a outra seria nos conformarmos e nos adaptarmos às circunstâncias gerais do meio ambiente e realidade, para termos uma hipótese mais segura de sobrevivência. Alguns sucumbem em suas pretensões mais rebeldes, outros se frustram em vida por nunca se realizarem, embora, com morte segura, mesmo que em demência total ou falência de órgãos. A vida se resume a isto apenas. Ou vivemos os riscos de viver plenamente nossos ímpetos e desejos mais profundos,ou desistimos da corrida contra o destino, por falta de energia ou vocação mais importante.Não creio na fábula das formigas e cigarras.Tenho memórias de cigarras cantando no verão da praia de Ipanema onde surfava e voltava para casa incensado de sal e energias, mas nunca me lembro de alguma formiga em minhas reminiscências juvenis.Talvez alguma tenha mordido meu traseiro na praia, mas ...sei lá se conseguiu. Resumindo,ponto para as cigarras cantando! Aliás, entre o coletivo e o, individual, prefiro o segundo, pois sem isto jamais teríamos gênios da humanidade, e sim , uma massa disforme trabalhadora sem obras geniais.
Mas o que isto tem de semelhança ao que eu quero dizer?Putz! Nada? Ou seria algo como, todos nascemos, todos crescemos, alguns mais "especiais e extraordinários" (sem nenhuma semelhança a seres especiais , que na verdade não o são, mas pela recente definição politicamente correta, transformam deficientes em excepcionais). Einstein e Tesla , não eram "excepcionais" no sentido politicamente correto e sim no único e correto! O resto é tentativa de amenizar o sofrimento de quem tenha a tarefa de criar estes seres magníficos em afeto e total ausência de instintos malévolos, realmente excepcionais neste sentido. Mas o que importa aqui é o que desejamos e o que estamos em vias de conquistar em nossas vidas de simples "larvinhas" rodeando este planetinho cósmico entre trilhões de outras espécies planetárias e astrais. Nossas vidas se resumem a uma só! E passa rápido! O que vocês dirão para São Pedro na entrada do céu? "Fui obediente e seguro, sacrifiquei minhas vontades mas cheguei ao fim que todos chegam". Ou dirão meio chegados na última fila esbaforidos;" Opa São Pedro, é que tinha uma parada lá na triagem inicial, que virou um "brainstorm angelical" comigo, rsrsrs...é que tinham umas "anjinhas" lá que me disseram que seria melhor eu ficar agendado para o meio termo entre o céu e o inferno, porque no céu só cabem os conformados e ovelhas do Senhor e no inferno só aquelas figuras bizarras. Tem esta aí de "purgatório" para os mais rebeldes?Meio cinzento? Não é a minha cor preferida...afff! Que tal um pouco de energia vermelha, de um violeta de purificação superior, de um verde natural pacífico, de um amarelo excitante e um azul tranquilizante e eterno? Tem múltipla escolha?Se não tiver, parem esta nave etérea aí que eu quero descer para qualquer buraco na terra! Imbecil duas vezes desde o nascimento é demais! KKK, Vivi errado e contra tudo? E daí? Viví prá "C" , mesmo errado e contra o sistema, enquanto o resto sobreviveu apenas. A vida não foi criada por Deus?Então já me considero seu assistente em vivências...rsrsrs...melhor que isto só uma pizza agora e bem quentinha, sem dedão de motoboy faminto! KKK

3 comentários:

Anônimo disse...

nossas opções estão de acordo com nossa evolução espiritual e moral

reencarnamos firmando compromissos

mas qdo chegamos do lado de cá

acabamos muitas vezes por não cumprir o combinado

mas DEUS q é a BONDADE SUPREMA

sempre nos dá uma nova chance

LIA POA RS

Anônimo disse...

estamos tão habituado ao sistema

qualquer coisa q fuja dist nos deixa confusos

mas DEUS é tão om q smpre nos dá uma nova chance

através da REENCARNÇÃO

podemos nos concertar pouco a pouco

roy disse...

Vida sobre esse planeta e os seres humanos estão caminhando cada vez mais para niveis insuportaveis , principalmente para quem nasceu em outras epocas, a decadencia e deterioração estão avançandos a niveis alarmantes, sair daqui só morrendo já que não existem naves nem seres em contato para nos resgastar, então morrer pode ser considerada uma dadiva, uma libertação de todo o mal que tomou conta e paira por aqui !