terça-feira, 7 de setembro de 2010

O dilema das "esquerdas"!

Sim , porque no Brasil estamos assistindo, mais uma vez, uma disputa entre as "esquerdas" , sejam elas "stalinistas, leninistas" ou simplesmente "festivas", de bares dos anos 60, frequentados por nossa estirpe intelectual e artística.

Ganhe quem ganhe, será um esquerdista no governo, pois o Serra foi líder da UNE (que fugiu do Brasil, pois não foi exilado nem o FHC) e a Dilma, uma guerrilheira, terrorista que assassinou muita gente inocente.
Entre os esqueminhas mentirosos de sempre, o que podemos esperar?
Que o Serra resolva atacar a biografia sanguinária da Dilma e se expor ante os comunistas e esquerdistas como delator?
Que a Dilma o repreenda, do alto do seu hierárquico nível de guerrilheira chefe?
Dois comunistas disputando a presidência.
Dois outros, vociferando contra o sistema capitalista, como se não estivessem se locupletando do mesmo, para fazerem suas propagandas contra a burguesia culpada de todos os nossos males e misérias.
Só rindo mesmo destas figuras, ou chorarmos por nossa realidade política.
Uma Dilma "fabricada" e um Serra covarde, que não se atreve a criticar o governo Lula do "mensalão" por medo de sua popularidade.
Triste destino o nosso.

15 comentários:

Sol disse...

Nossa falta de opção, já vem de muito longe,o que temos observado é, apenas um rodízio no poder, uma vez, que nunca tivemos oposição de verdade.

Sendo assim, o nosso critério continua a ser o mesmo; " votar no menos pior", dificil é, encontrar quem seria.

Mas estou "muito cismada", com tudo o que ando lendo e recebendo por e-mail, "se" a biografia de Dona Dilma é esta, sem tirar e nem por, não acredito, que vá aceitar ser um fantoche de seu partido e muito menos do digníssimo atual.

Ai, tem coisa! sem carisma e pouco conhecida, precisa de um mediador, no caso, o vaidoso sem noção, mas depois...sei não!

José Serra, sofre do mesmo mal, carisma zero e infelizmente, não encontra apoio nem dentro de seu partido é, só observar alguns exemplos, em São Paulo Alckmin não saí do patamar dos 50% e em Minas me parece,que o "candidato" de Aécio vêm subindo nas pesquisas.

Tenho a impressão, que por ter ganho duas eleições em São Paulo, prefeitura e governo,Serra forçou a sua indicação como candidato do partido, no meu entender esta eleição seria, para uma chapa Aécio/Alckmin, os dois, sem a história da ditadura nas costas.

Solange

Anônimo disse...

Não acho que Serra tenha forçado sua candidatura, as pesquisas que lavaram eles a escolher ele....Serra era e melhor opção, Serra/Aécio, como Aécio mimado que é não aceitou ser vice....coitado!!
Acho ele um traidor!
Com certeza ele vai ser eleito Senador..Se Serra perder, será apenas um senador sem nenhuma utilidade, porque pelo que vejo será um congresso totalmemte petista, não terá força nenhuma!!..pobre Brasil sem oposição!!

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.
Aécio seria o candidato mas o PT tinha cenas de orgias sexuais dele que vazaram até na Internet e o cara ficou sem moral.

Sol disse...

Mas aqui,isto não "daria" em nada, o povão "adora" uma p......, tenho certeza, que receberia tapinhas nas costas, felicitações,em algumas regiões, seria até sinal de "macheza".


Solange

sonli disse...

Nossos políticos são uma vergonha. O programa eleitoral da TV, um absurdo, prometem fazer coisas que não é da alçada deles, apenas lutam por um bom salário e mordomias. Me envergonho dos candidatos. Me envergonham de ser brasileira e ter que votar no menos pior. Qual deles será? Tiririca?

Lana disse...

Homero, há uma informação neste seu post que me deixou curiosa...
Serra Delator?
Vc sabe de alguma coisa?
Outro dia li este post e fiquei encafifada:
-----
"Mais interessante do que isso, é um episódio que instiga a curiosidade de qualquer jornalista: Como José Serra saiu foragido do Chile com o golpe que derrubou Allende em 1973, e foi encontrar as facilidades de morar com a família justamente nos EUA, o país que mais apoiou o golpe?

Seria natural Serra se exilar em países europeus, ou no Canadá, ou países socialistas. Mas não nos EUA de Richard Nixon e Gerald Ford, ainda mais com Henry Kissinger com o porrete na mão, conduzindo a política externa.

Os EUA eram ferozes aliados incondicionais das ditaduras latino-americanas até o fim de 1976. Só houve mudança de posição com a posse de Jimmy Carter em 1977.

Como e em quais circunstâncias levaram Serra a escolher viver o "american way of life" entre 1973 e 1976?

Como Serra conseguiu o green card nos EUA? Como ele se sustentou lá? Como ele conseguiu estudar nas caras Universidades estadunidenses? Ainda mais sem ter o diploma de Bacharel em Economia? E quem pagou essa conta, já que ele diz que o pai não era rico?

Neste período, entrou em ação a famigerada Operação Condor que eliminava, com assassinatos, líderes da oposição às ditaduras militares.

A Folha deve uma reportagem sobre esta singela curiosidade que a nação brasileira tem o direito de saber, e Serra foge do assunto.

Seria a tese de Serra neoliberal, para subsidiar as privatizações do governo Pinochet?

Outro mistério é o conteúdo da tese de Serra "Some aspects of economic policy and income distribution in Chile, 1970-1973" (Alguns aspectos da política econômica e distribuição de renda no Chile).

Seria uma tese neoliberal, da "Escola de Chicago" de Milton Friedman?

As teorias da "Escola de Chicago" inicialmente embasaram a administração econômica da ditadura de Pinochet no Chile na década de 1970, com os "chicago boys", antes mesmo de serem adotadas, na década de 80, por Margaret Thatcher na Inglaterra e por Ronald Reagan nos EUA.

Seria Serra um "chicago boy", usado para fazer estudos que instruíram o governo de Pinochet nas privatizações chilenas?

É preciso lembrar que no governo FHC, Serra foi um autêntico "chicago boy" no Ministério do Planejamento, quando colocou em prática sua fúria privatista neoliberal e de estado mínimo.

O blog procura o paradeiro desta tese, para fazermos o sacrifício de ler e ver se Serra foi um "Chicago Boy" já naquela época, como se suspeita, ou se só tornou-se um deles durante o governo FHC.

Serra, que deveria se orgulhar de sua obra acadêmica, parece imitar FHC no estilo "esqueçam o que escrevi", porque não divulga sua tese em nenhum lugar na internet.

Quem souber do paradeiro, favor encaminhar ao blog."

TEM MAIS:

Lana disse...

Outro texto que li, que insinua que Serra tem um passado obscuro:

---

O mistério da fuga de Serra para os Estados Unidos
A biografia de José Serra (PSDB/SP) tem uns buracos difíceis de explicar.

Após a implantação da ditadura no Brasil, ele fugiu para o Chile.

Em 1973, quando houve o golpe de Pinochet no Chile, com apoio da CIA (Agência de Inteligência dos EUA), ele fugiu justamente para os Estados Unidos, que apoiou o golpe chileno.

É preciso entender que nesta época era em pleno governo Nixon, com a política estadunidense de apoio às ditaduras militares, na época de Kissinger. Até o "beatle" John Lennon estava ameaçado de expulsão dos EUA nesta época.

Como Serra conseguiu o green card nos EUA? Como ele se sustentou lá? Como ele conseguiu estudar nas caras Universidades estadunidenses? Ainda mais sem ter o diploma de Bacharel em Economia? E quem pagou essa conta, já que ele diz que o pai não era rico?

É um dos mistérios mais bem guardados da política brasileira.

É bastante improvável que um latino-americano exilado, realmente de esquerda, escolhesse os EUA como destino, nesta época. E se escolhesse, soa estranho encontrar facilidades de permanência, inclusive financeiras.

Homero Moutinho Filho disse...

O Brizola também conseguiu asilo nos E.U.A.

Nossa "esquerda" é uma piada.

Anônimo disse...

Dilmentira terrorista comunista, que têm o passado obscuro guardado à sete chaves nos cofres da república.

Lana disse...

Homero, vc que parece ter nascido "Há dez mil anos atrás" (rsss - com todo o respeito), tendo participado dos antigos festivais, amigo de vários Papas da MPB, enfim, tendo vivido a efervecência daquela época, deve saber de um monte de coisas importantes, curiosas e até cabeludas.
Conta pra gente, please!!!

Por exemplo:

1)Os festivais, as canções, os cantores e compositores deviam passar pelo crivo violento da censura, né?

2)Vc acredita que o Simonal era mesmo dedo-duro da ditadura?
Sempre achei o Simonal um genio de artista. Assisti o filme sobre ele e essa minha impressão só aumentou.

Por conta dessas eleições, minha curiosidade com tudo o que aconteceu nessa década de grande turbulência cultural e política (anos 60), se multiplicou.

Primeiro baixei o seriado Anos Rebeldes da Globo e assisti de uma pancada só.
Depois fui pesquisar sobre personalidades citadas na série.

A partir dessas pesquisas, fiquei sabendo de um monte de filmes que retratam essa época e assisti quase todos:Batismo de Sangue, O que é isso companheiro, Hércules 56, Zuzu Angel, Nunca fomos tão felizes, Lamarca, O ano em que meus pais sairam de férias, Pra frente Brasil, Vlado - 30 anos, enfim, esses e mais alguns.
(A Internet é um Universo a disposição de qualquer um)

Continuo minhas pesquisas, mas nada como uma testemunha ocular da História para nos passar suas impressões.

Lana disse...

Sol, por que vc acha que a Ditadura é uma mancha na biografia dos que lutaram contra ela?

Eu acho o contrário.

Homero Moutinho Filho disse...

Todos vocês foram enganados quanto aos mitos artísticos e políticos que têm como "ídolos" de gerações.
Se eu abrir a boca para contar a podridão e mentiras sobre aquele período, não durarei muito tempo vivo.

Anônimo disse...

Aécio, durante os 7 aos de governo em Minas, gastou a bagatela de 70 milhões de reais para que a imprensa não falasse nada dele.

A comandante desta operação milionária é sua irmã, Andrea.

Os jornais aqui de BH nada declaravam contra ele.

Sol disse...

Lana,

Toda história, tem tres versões, a dos vencedores, a dos vencidos e a verdadeira.

Observo da seguinte forma, todos os "heróis", que lutaram contra a ditadura militar e sobreviveram estão aí, hoje são, governadores,
ministros , senadores, deputados,
funcionários de primeiro, segundo, terceiro escalão, voce percebeu alguma mudança positiva ou algo realmente bom que tenham feito em prol do "povo' brasileiro?

Sabe, aquela máximo, mas vale um covarde vivo, do que um herói morto, pois é, acredito piamente nisto.

Solange

Anônimo disse...

Pai para filho:

- Que você vai ser quando crescer, filho?

- Presidente da República, pai.

- Puxa, filho, que legal. Mas por quê?

- Pra não precisar estudar.

- Não, filho, não é bem assim. Precisa estudar muito.

- Então quero ser vice-presidente.

- Vice, filho? Por quê?

- Pra não precisar estudar. O José de Alencar também só foi até a quinta série primária.
Já posso parar.

- Não é assim, filho. Ele trabalhou muito e aprendeu.

- Pai, todo mundo que se dá bem não estudou: o presidente, o vice, a Xuxa, o Kaká, o Zeca Pagodinho...

- É que eles têm um talento...

- Ah, entendi, estudar é para quem não tem talento?

- Não, filho, pelo amor de Deus. Artista é diferente.

- O presidente e o vice não são artistas.

- Não, quer dizer, o presidente, de certo modo, até é.

- Se eu estudar, vou ganhar mais do que o Kaká?

- Menos.

- Ah, é? Então quero ir já para a escolinha.

- Você já está numa boa escola, filho.

- Quero ir pra escolinha de futebol.

- Não, filho, você precisa estudar muito. A escola abre caminhos para as pessoas.
Pode-se viver dignamente.

- Acho que vou querer ser corrupto.

- Meu Deus, filho, não diga isso nem de brincadeira.

- Na TV disseram que ninguém se dá mal por causa da corrupção e que tudo sempre termina em pizza. Adoro pizza. Quando for corrupto, pedirei só de quatro queijos.

- Ser corrupto é muito feio, meu filho.

- Ué, pai, se é feio assim, por que Brasília está cheia deles e quase todos conseguem ser reeleitos?

- É complicado de explicar, Wilk. Mas isso vai mudar.

- Quero ser corrupto e praticar nepotismo.

- Cale a boca, filho, de onde tira essas barbaridades?

- É só olhar televisão, pai. O Sarney pratica nepotismo e é presidente do Senado. Ninguém pode mexer com ele.

- Mas você sabe o que é nepotismo, filho?

- Sei. É empregar os parentes da gente.

- E você quer fazer isso?

- Claro. Assim ia acabar com os vagabundos da família.

- Filho, você precisa ter bons valores. Pense numa profissão, numa coisa honesta e que seja respeitada. Não quer ser médico, dentista ou, sei lá, engenheiro?

- Não. De jeito nenhum. To fora, pai!

- Mas por que, filho?

- Eles nunca vão no Faustão.

- Isso não tem importância, filho. Que tal bombeiro?

- Vou querer ser astronauta ou jornalista.

- Hummm... Jornalista? Por que mesmo, filho?

- Não precisa mais ter diploma pra ser jornalista.