sábado, 21 de agosto de 2010

"Escrito nas estrelas", Bingo!



Tudo que antecipei sobre o roteiro e tramas para vocês, desde os primeiros capítulos desta novela que está contagiando muita gente que acredita em Reencarnação e Espiritismo, além de também atrair, pelo romantismo e bons valores éticos, que são defendidos pelos personagens principais, está acontecendo e como disse , o Daniel foi o algoz do Cassiano ou Ricardo em outra vida, Valentina (Viviane) viveria uma paixão e reencontro com seu Cassiano (Ricardo) e a tal da inseminação artificial poderia ser evitada ou sabotada, visando uma concepção natural pela união Ricardo-Viviane, quando reencarnaria no filho de ambos o Daniel, para resgatar o seu "Karma" e ser muito amado nesta futura vida.
Avisei sobre a reação violenta do Daniel, quando percebesse a atração entre Ricardo e Viviane e sua atitude de não aceitar tal possibilidade, por ter sido um rival na disputa por Valentina na outra vida em Toledo, quando usou aquela máscara teatral no duelo fatal.
A autora está sendo fiel ao rumo previsível e doutrina espírita, embora eu não seja adepto da visão e conceitos de Alan Kardek, tentando alinhavar os ganchos e tramas do melhor modo possível, para quem tem de inserir sempre o lado "pitoresco" e "periférico" de nossa sociedade, o núcleo "pobretão" e de "inclusão social", totalmente desnecessário no contexto da novela, a não ser pelo humor manjado e do tipo "Zorra Total apresentado até o momento.
Os "bastardinhos" e desconhecimentos de paternidade estão aparecendo como previ e ainda aparecerão, talvez mais surpresas, por força da pressão impositiva de um rede que se vangloria em tentar fazer a política de "inclusão" e atender a todas as nossas mazelas sociais, por questões de audiência, visando uma nova classe média baixa, que, saindo da miséria absoluta, passou a poder comprar TVs de LCD e plasma.
Paternidade desconhecida, bastardos, polícia, velórios e enterros, hospitais e casamentos múltiplos no final, sempre "povoarão" o nosso "imaginário popular" de país "emergente", na verdade, subdesenvolvido, injusto e mentalmente corroído pela inversão de valores ditada pela grande mídia hegemônica, repleta de dirigentes anormais, bizarros e deslumbrados.
"Vender um sonho" é o negócio milionário destas redes, principalmente a "Plim-Plim" onde "gordonas" acabam numa "Malhação", arranjando namorados apaixonados e a mestiçagem racial ocorre sem preconceitos, como se fosse o ato mais comum e não recriminado pela sociedade.
"Vender sonhos" pode acabar mal, quando a realidade não corrobora e nem aceita estas imagens produzidas de uma felicidade atualmente inalcançável, diante dos obstáculos reais em nosso cotidiano.
Estão mexendo em ninho de vespas...

38 comentários:

Homero Moutinho Filho disse...

Quantas gordonas aqui foram escolhidas e amadas e quantas negras ou mulatas também,foram aceitas, sem qualquer preconceito ou rejeição da sociedade como mostra esta rede "Plim-Plim, de um mundo imaginário?

Sol disse...

Eita, fiquei confusa! à que tempos este post se refere?

Porque hoje em dia é, muito normal gordonas, negras e mulatas escolhidas e amadas verdadeiramente por homens brancos ou não, que não estão preocupados com o que pensa a sociedade.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

Eita digo eu , sobre quantas gordonas e mestiças não sofreram preconceitos e foram aceitas sem discimimnação? Está variando da cabeça?
Acha realmente que isto está acontecendo no cotidiano? Homens lindos desejando gordonas e outros optando por mestiças sem preconceitos externos?
Surtou? Ou devo convidá-la para um "chá de realidade"?

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

A realidade é mais cruel do que pensa ou imagina em seus ideais.
Nada mudou a não ser na grande mídia!
Certas coisas e "inclusões" jamais serão aceitas pela maioria silenciosa do povo com tanta facilidade pretendida.
Entenda isto.

Sol disse...

Grata, mas não preciso de "chá", seja de ficção ou realidade.

Como escrevi em outras ocasiões, vivemos histórias e realidades diferentes,porisso, observo situações, que para voce possa ser absurdas.

Conheço sim, mulheres gordonas, negras e mulatas muito bem amadas e respeitadas, não por homens lindos ou ricos,mas homens comuns,
que justamente pela sua simplicidade, não cederam a nenhuma pressão ou imposição seja da sociedade ou família.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

Que assim seja seu milagre racial estético e realidade, tão distantes da verdade atual.

Homero Moutinho Filho disse...

SOL


Por favor...não queira me convencer que homens queiram fazer amor com gordonas esteticamemnte lamentáveis nem com outras de igual problemas estéticos pois não nasci ontem , ok?

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.
Infelizmente a atração inicial se dá pela aparência física e isto jamais poderá ser mudado. Portanto, mulheres muito acima do peso estão fora do circuito e pretensão, ok? O mesmo para a pretensa igualdade racial que não funciona num bar de "singles" ou divorciados,todos em busca de uma amante loura como todos os latinos , etc. Rsrsrs

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

desista enquanto é tempo , pois esta não é a sua,pois suas praias, paquidermes de outras contribuições poderam mudar muito nosso Brasil!A nã0 ser por outros recordes nossos de política correta.

Gabriela disse...

Essa história é baseada em um livro espírita, portanto, segue seu rumo natural...nenhuma surpresa.
Quanto ao núcleo pobre...porque esconder? sonhar é bom sim, mesmo sabendo que tem muita gente preconceituosa que desrespeita as camadas mais pobres, negras e mulatas, mesmo tendo um pé na senzala.

Anônimo disse...

Bom dia Homero, bom dia Sol.
Espero que depois deste "duelo", vcs estejam bem.

Vou ser o pendulo da balança e dizer que concordo em parte com os dois. Existem sim pessoas, fora do padrão globo de qualidade, amadas e queridas, mas Sol, cá prá nós,é uma minoria quase insignificante.

Vejo a cada dia mais, a procura do par ideal ou melhor dizendo, o par dentro destes padrões ditados pela mídia dominante.

Fazer o que é "politicamente e aparentemente correto", virou mania e creiam acho que por causa disto, estão todos perdidos e infelizes.

Homero, como diz o velho ditado "Beleza põe mesa, mas não serve o jantar".

O que as pessoas precisam entender e praticar é a alto estima, pois quando se aceita como é, a imagem projetada no outro é a melhor possível.

Andréa

Homero Moutinho Filho disse...

Aquele centro de artes jamais poderia ser construído sem a permissão dos traficantes.
Isso a Globo não mostra.

Por milagre a Viviane parece que nasceu andando em salto 10, passa falar direito da noite para o dia.
Na visita ao morro parecia a própria lady Di.

Na "Plim-Plim" vida de pobre é sempre alegre e a qualquer momento um deles vira milionário.

Doce ilusão...

Anônimo disse...

Hum,Homero!Te achei rude com a Sol.
Vemos que vc tem um carinho especial com ela,mas vc "fala" de um jeito...quem não está acostumada com vc te acha grosseiro.
Não assisto a esse novela,mas claro que os gordos assim como os que não se enquadram no que se definiu como beleza padrão são amados!caso contrário,só os belos estariam com seus pares amorosos,e o resto,solteiro,não é?

Ainda bem que a Sol te conhece e bem,imagino,caso contrário,estaria irremediavelmente magoada com vc!

Homero Moutinho Filho disse...

A SOL tem liberdade até para me xingar se sentir-se ofendida.

Ela sabe que de vez em quando eu incorporo o "tolerância zero".
Pensam que ela não me dá bronca?
Dá sim.Rsrsrs.

Sol disse...

Bom dia Homero,


Mesmo não concordando, respeito a sua opinião, talvez porisso, não me sinta zangada, ofendida ou chateada, aprendi, que a liberdade de expressão foi duramente conquistada, então, devemos preservá-la, mesmo contrariando os nossos pensamentos, somos livres pelo menos nisto.

Continuo com a mesma opinião, beleza física, não me conquista, mas sei, que é o primeiro "item" obsevado num flerte ou paquera, assim como sei, que ela passa e sozinha não sustenta uma relação, a não ser que esta não seja a intenção, muitos homens antes de qualquer outra coisa quer
exibir as mulheres como a um troféu, faz bem ao ego, a vaidade e ao orgulho, faz parte da natureza humana.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

Pois é esta realidade das aparências e conceitos estéticos que vivemos, não o mundo maravilhoso politicamente correto que a "Plim-Plim" tenta vender como verdade, onde até a pobreza é "romantizada" , aquela mulher de quase 200 quilos da "Malhação" era chamada de "borboletinha" e a dona Gema da "Passione" ganhou um admirador.
Ai já é demais.

Os padrões de beleza não surgiram do nada. Somos geneticamente programados para reconhecê-los e aceitá-los quando correspondem aos arquétipos primordiais da humanidade.

Sol disse...

Minha avó dizia, que somos como panelas, cada qual com a sua tampa, aqueles que morrem solteiros e porque nasceram avulsas

Voce citou dois exemplos, mas penso que cada época de vida se adquire um atrativo diferente no caso da "borboletinha", o seu namorado não é, nenhum principe encantado, já Gema, seu paquera é o tio vagabundão, porém divertido,
mas sem nada á mais para oferecer.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

SOL.

Hoje em dia beleza não garante casamento, porque há muitas "vagabas" lindas por ai, que terminarão suas vidas sozinhas. o fator moral ainda pesa muito na escolha de uma parceira e as mulheres desde adolescentes estão muito vulgares.

Anônimo disse...

A ascenção social e financeira dos galãs e mocinhas, dos folhetins globais ou não, é uma afronta a capacidade de raciocínio de qualquer ser pensante.

Os núcleos dos pobres, são retratados como alegres e engraçados para esconder a dura realidade do mesmos. Subir nos morros com tanta facilidade só na globo.

Andréa

Sol disse...

Haja coração!!!!, timão ê-o, timão ê-o , vixi , o Pacaembú ficou pequeno para tanta alegria, fora o show e o olê.
Uma pena, que dentão e dentinho, não puderam participar da festa.

Solange

Vanessa Tomaz disse...

Bom dia Homero!

Ultimamente estou um pouco surpresa com seus posts, me parecem um pouco preconceituosos, me passam a impressão de quem é pobre não merece uma melhora de vida, tem que comer o pão que o Diabo amassou e quem tem uma condição melhor de vida, não pode se misturar as outras pessoas, seria uma segregação econômica que vc propõe?

Até mesmo pelo que diz no texto então quem é obesa e negros ou esteticamente incorretos na sua opinião não possui atrativos?
Ou õs relacionamentos que possui são todos falsos?
Não pode existir homens bonitos que gostem de pessoas obesas e/ou negras?
Só queria entender, pois está me passando uma impressão de radicalismo, ou sei lá....
Pois achei vc agressivo desnecessariamente com a Sol, conheço pessoas que gostam sim de gordinhos e negros e nem por isso vivo no mundo de "Alice no país das maravilhas", pois do jeito que as coisas estão sendo colocadas, somente os "bem de vida e esteticamente corretos" possuem amor de verdade, o engraçado é que tem tanta gente que se enquadra nesses quesitos que vc citou e que não é feliz, embora estetica não garanta felicidade.
Me desculpe, pelos questionamentos, mas só estou tentando te entender um pouco...

Abraços

Homero Moutinho Filho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Homero Moutinho Filho disse...

Vanessa.

1-Definitivamente, ou você não entende o que eu posto ou não gosta de mim por eu ter defendido quem não era o seu escolhido na Fazensa 2 e no BBB10.

2-Minha análise foi sobre os padrões da Globo, não os meus.

3-A SOL é minha melhor amiga e colaboradora. Quando fica chateada, fala diretamente comigo, pois tem esta liberdade e intimidade. Portanto, não precisa de defesa alheia.

3-Tive duas uniões estáveis nos últimos 30 anos, que duraram 15 anos cada uma.

A primeira com uma morena, a segunda com uma loura.
A morena tem sangue de índio, negro e nordestino por parte de pai.

Quando estava na universidade, (PUC-RJ) defendia favelados e arranjava empregos para ex-presidiários,um deles (negro), meu secretário particular no diretório de estudantes, convivendo intimamente com moradores da então favela da Rocinha (RJ),já tendo dormido em barracos.
Criei e patrocinei o primeiro curso de capoeira para universitários.
Fui umbandista praticante por mais de 25 anos.

Acho que isto basta, para lhe mostrar se eu eu tenho algum tipo de preconceito.


Anônimo disse...

Preconceituosa e radical é esta mídia, que adora ditar regras, colocar pobres, negros e favelados como coitadinhos, escondidos atrás de uma alegria e de uma pretensa felicidade para esconder o que vemos a cada 10 passos que damos no nosso cotidiano.

Todos podemos ter alegria, felicidade, tristeza, raiva, etc, independente da condição socio-economica vivida por cada um.

Apesar de ser uma obra de ficção, dosar a realidade com a fantasia seria bem mais justo e compreensivo.

Andréa

Beth Salgado disse...

Homero,na relação com as pessoas p mim o q mais vale é "O Outro é um eterno desconhecido". Inclusive eu.

Conheci este blog através do BBB, o q me atraiu foram duas coisas: abordagem astrológica e irreverência do autor.

Vez em qdo posto, outras vezes ou não domino o assunto ou não quero postar.

Concordo com Vanessa. Há um tom a mais em suas notas. Havia doçura antes, quase imperceptível. Agora ...está amargo...

Admiro sua abordagem dos fatos, mas ultimamente tenho lido e deixado p lá. Não vou casar com vc, não preciso te amar de paixão...rsrsr Não quero te mudar, por isso deixei p lá.

Mas, com estes posts de hoje achei legal me posicionar. É muito fácil posicionar p elogiar-já fiz isso muito aqui. É desafiador postar constrariedades e dasacordos.

Seguinte,saia da defesa e dê uma olhada nesta nuvem cinzenta. Tá legal assim? Ok,continue. A gente espera passar. Enfim, tudo passa...é uma fase.

Beth Salgado disse...

A PROPÓSITO - A resposta à sua primeira pergunta e um fato especialmente p SOL -

Acesse meu orkut - por favor lua.gri@gmail.com

Estou GORDONA-eu falo obesa, meu filho fala roliça...srsrrs e já fui boazuda.
Somente agora coloquei minha foto no orkut por privacidade.

Olhe o q o ex namorado escreveu. Ele ligou e quer vir me visitar.
Olhe o q o amigo virtual escreveu - estamos nos falando por msn.

Tá chovendo na minha horta....srrsrs só q não estou aberta p nenhum relacionamento, escolho ficar só.

SOL, há salvação p as gordonas! srrsrsrsrsr

Homero Moutinho Filho disse...

Beth.

Acho que você deve ter entendido muito bem o que eu postei, pois expliquei que "gordonas" são as que pesam quase 200 quilos como aquela atriz da recente "Malhação" que aposto deva ter hipertensão e possa ser acometida de um mal súbito pelo excesso de peso.

Magreza ou obesidade excessivas são casos mórbidos, doenças que devem ser tratadas, sem "dourarmos a pílula" por receio de ofender as pessoas.
Deveriam usar os dois exemplos da novela adolescente das seis, para alertar os jovens sobre os riscos para a saúde, ao invés de incentivar a autoestima com fantasias inúteis.

Estar um pouco acima ou abaixo do peso, o que seria o seu caso e de outros aqui, portanto, não é a questão abordada.

Embora haja gostos para tudo, a realidade não mostrada pela Globo é que, normalmente, não existe tanta facilidade em conseguir parceiros, como tentam mostrar e ninguém se preocuparia com dietas, plásticas e exercícios.

A respeito destes assuntos sou duro sim e não uso eufemismos para camuflar a realidade dos fatos, doa a quem doer.
No intuito de derrubar preconceitos a Globo está alimentando a mentira.

Quanto a SOL, ela me conhece mais do que vocês possam imaginar e, quando percebe que estou com a tolerância baixa, simplesmente não prolonga o debate e deixa a poeira baixar no dia seguinte. Mas, quando ela quer, "roda a baiana".Rsrsrs.

Tenho um humor rápido, sutil e ácido, só percebido se me ouvirem falando. Quando apenas leem não captam e interpretam somente pelas palavras postadas.

Quando converso diretamente com a SOl, ( e olhem que às vezes passamos de 4 , 5 horas direto) para cada frase minha são 3 gargalhadas dela e ela poderá testemunhar isso.

Ao contrário do que possam imaginar, tenho ótimo humor até nas tragédias.


Sol disse...

Chegando..., boa noite Homero,

Pelo visto o assunto rendeu, que bom!

Muitas vezes esquecemos, que o lema do cinema e televisão é, um só, vender "ilusões", mas graças a isto, algumas resistencias estão diminuindo e hoje,uma parcela da população, já se vê representada, mesmo que as "estórias das novelas e seriádos", não correspondam a realidade e qual é, o problema ou vantagem se, a "gordinha ou gordona" conquistar ou não conquistar o galã? o que mudará em nossas vidas?

Como escrevi anteriormente, conheço pessoas, cuja a estética não corresponde a nenhum "padrão" de beleza pré estabelecido, mas são felizes com ou sem seus pares e é isto que importa.

Quanto ao Homero, acreditem, de vez enquando, discordo, "brigo" e discuto com ele, mas tenho a liberdade de fazê-lo diretamente, só procuro, não abusar do privilégio, pode não parecer, mas a televisão perdeu um grande contador de estórias e histórias,o homem tem talento, para me fazer chorar de rir e cair na gargalhada.
Acima de tudo, somos grandes amigos, nos gostamos e respeitamos, independente, de opiniões e pensamentos contrários.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

Enfim, não me importei com as críticas, porque elas demonstraram o apreço e carinho que vocês têm pela SOLANGE e, se ela tivesse se sentido ofendida, já teria me comunicado e "rodado a baiana" e eu me desculpado diretamente.
O "privilégio" a que ela se refere, é meu, de ter uma amiga muito especial, mulher de forte personalidade, quem sabe, de "outras vidas", pois nossos mapas combinam? Rsrsrs.

Sol disse...

Como sou humana , amei o "confete", gosto demais de ser mimada, espero, que todos os "maus entendidos" tenham sido definitivamente enterrados.


Solange

Homero Moutinho Filho disse...

Xiiii...isso está parecendo até paquera, azaração internautica,rsrsrs

Homero Moutinho Filho disse...

Havia postado o comentário antes do seu último.
Vão comentar...rsrsrs.

Sol disse...

Abafa! olha para o lado e "finge" que não leu. rsrsrsrs.

Solange

Beth Salgado disse...

Estes tempos de Mercúrio Retrógrado, nada é o q apaenta ser...srrssr

Entrei p postar sobre a novela q adoro, e por estar intrigada com seu ponto de vista sobre ela, e acabo entrando numa discussão nada a ver comigo e ainda me exponho...Totalmente oposto a quem sou em essência...

Estou rindo sozinha, pois meti a colher na briga "de casal"e o resultado não podia ser outro: olha o dengo do casal no final do diálogo....rsrsrsr

Bom, pelo menos houve happy end.

Sol disse...

Beth,

Fique tranquila, voce não provocou nenhuma discussão, apenas deu início á um saudável debate, como eu e Homero, temos mapas muito parecidos e com isto muitas afinidades,o normal ou esperado é, que concordassemos com tudo e como perceberam aqui no blog , isto nem sempre acontece.

Como escrevi acima, pelo menos o assunto serviu, para que mais pessoas se manifestassem.

Solange

Homero Moutinho Filho disse...

Beth Salgado.

Não se preocupe pois não somos um "casal" mas, se fossemos, seria mais ou menos "entre tapas e beijos", porque temos liberdade para discordarmos veementemente e depois tudo se ajeita, sem vítimas. Se somente concordassemos sempre, não teria graça. Aliás, como não existe "delegacia do homem", eu não me arriscaria a apanhar da SOL. Rsrsrs.
Quanto a minha visão sobre a novela aceito opiniões contrárias com muito gosto, pois demonstram participação e interesse de vocês.

Um mundo de iguais seria muito chato e sem emoções.

Beth Salgado disse...

Vejam bem como não estou sendo clara nas minhas falas:
-Eu não falei q provoquei discussão , mas q entrei numa q nada tinha a ver pelo assunto ser pessoal;
- Quando coloquei "DE casal"- o certo seria DO- e entre aspas eu desejei falar q SEI q vcs não são casal! E fiz uma brincadeira falando q terminou como briga de casal...

Afe, ando ruim p escrever mesmo. Gostaria de escrever com tal clareza , q qdo eu escrevesse ou falasse ROSA, as pessoas sentissem o perfume.

Só p esclarecer, caso encerrado...rsrsrsr

Beth Salgado disse...

Na verdade, Homero, quero falar sobre a Jane da novela. É q admiro muito esta personagem. A postura dela frente aos problemas é o q penso da forma ideal.
Abra outro posto p a gente falar sobre a novela. tks