quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

BBB9-"Un homme, une femme"

http://www.youtube.com/watch?v=Qfc4NPNMFro

Nem precisarei dizer que, jamais no século passado e neste atual, uma década como a dos anos 60, pode mostrar tantas criações geniais em filmes, música e artes em geral, fora os movimentos civis e rebeldia revolucionária dos jovens.
Quando passamos a perder contato com a cultura européia e somente importamos enlatados norte-americanos, perdemos toda a referência mais romântica e "civilizada".
Nos tornamos mais "ghetto" cultural sul-americano mestiço, latino, dos "Yankees" dominadores.

Mas isto não nos impede de fazer justiça ao que aqui acontece.

Tudo bem que tenham aparecido fotos e imagens da Priscila, fazendo campanha publicitária de sex-shop ou vídeos pornôs, mas, antes de julgarmos uma pessoa, cabe-nos não atribuir à própria a culpa por lá estar, pois foi escolhida pela produção.
Se ela é uma “mulher-fruta” a mais, ou “coelhinha futura”, também não nos cabe avaliar por ai a sua presença neste BBB9, já que ela assumiu este lado de sua personalidade mais, digamos, “extrovertido” e voltado aos ganhos materiais, como sobrevivência sua e dos seus, tendo comentado sobre isto na casa, ao contrário de uma certa finalista do BBB8, que preferiu usar vestidinhos infantis e modestos de “pobrezinha”, para iludir a muitos, enquanto trazia em sua bagagem, participações em “realities” eróticos na Europa e até discos com danças sensuais.
Talvez o público tenha percebido que ela não esteja escondendo nada de si.
Jamais julgaria alguém pelo seu passado, pois, o que foi, já era , passou, o que é agora sim.
Analisando com mais atenção certas atitudes dela, apesar das “extravagantes” e “eróticas” manifestações físicas “opulentas”, percebi um lado que talvez ela mesmo não tenha conseguido assumir convenientemente, em virtude de decepções ou experiências negativas.
Uma cena me fez confirmar esta tendência e potencial. No quarto com o Emanuel, fazendo massagem nele.
Enquanto a maioria deve ter fixado a atenção nos gestos, fixei a minha no olhar dela e vi uma outra “Priscila”, completamente diferente do que expõe e tenta manter como imagem.
Vi uma mulher que, pela aparente atitude de submissão servil, tem uma força cativante sedutora e é bastante madura o suficiente para lidar com um homem ainda não maduro e indeciso como o Emanuel, que conserva dúvidas em seu íntimo e relacionamento indefinido fora da casa.
Esta Priscila tão criticada e também apoiada a ponto de retornar de paredões que conhecemos, talvez não seja a mesma em potencial, como mulher e fêmea dedicada, que ela própria desconheça ainda.
Quem sabe um dia?
Afinal....quem nasceu para BBB9 nunca chegará ao inesquecível BBB7...
Íris e Diego? Jamais!

7 comentários:

Anônimo disse...

Parabens Homero!

Voce tem uma grande percepção.

A cada dia que vejo este BBB, Pricila começa a me chamar atenção.
Não tenho o PPV mas vejo nas edições e quando dá, vejo por um site que tem 24 hrs ao vivo por internet.

De todos ali, pelo menos até agora ela começa a ser a minha preferida....devagarinho.

Gosto do seu jeito. Na dela, sem fofocas, inveja e por que não dizer bem resolvida.

Independente de ganhar o BBB, acredito que vai ter sucesso aqui fora. E mais do que ser capa de revista Playboy ou outra no mesmo genero.

Ela me lembra a Scheila Carvalho. Não acha? Ou viajei? rsrs

Bom, vou ficar de ôlho...

Muito bom seu post! Um abraço.

ligia disse...

É Homero, concordo com tua reflexão, afinal como dizia Cora Coralina: Todos estamos matriculados na escola da vida, onde o mestre é o tempo.
Já é tarde, estou aproveitando as férias e assistindo a "festa" se assim se pode chamar. Coisa mais sem graça. E Tonzinho achou cedo o caminho da cama. E se não me engano, achará o caminho de casa logo, logo.

Vamos naná... gente, que dai dessa festa nunca que irá sair um principe e uma princesa como no BBB7.

Araguacy disse...

Homero,

Estamos fazendo exercio de telepatia?? Rsrsrsrs.

À noitinha estava pensando nesse filme que foi ousadíssimo na época, com trilha sonora sensacional e sensível como todas de Francis Lai e a fantástica interpretação musical e visual do Samba da Bênçao ( Vinícius e Baden Powell) de Pierre Barouh}, para comentar com a Sol. E como todo filme de amor real e intergaláctico, como vc define, não há tempo, espaço, razão ou fronteiras. Simplesmente existe e comove , preenche cada célula e mobiliza cada vaso do ser e do coração, confundindo, mesclando, compartilhando e vivendo seu par com intensidade infinita! Sorrisos, sonhos, dores e e cores, lágrimas se unificam resultando em magia e plenitude. Ahhh!!!
Estamos ou somos românticos ou sensíveis? Rsrsrs


Sobre Prsicila, concordo com seu comentário e espero que ela seja lembrada no BBB9 não apenas como uma gostosa sem pudores, mas por ser inteira, autêntica, transbordando simpatia, carência de amigos, sensualidade e sensibilidade sem meios termos, além da observação e perspicácia sobre o jogo e jogadores. Creio de que o sofrimento que ela afirma ter passado tenha lhe trazido não só dificuldades e dor, mas uma forma de superá-las jogando fora a amargura e o vinagre, trazendo a si a responsabilidade de semear um carvalho e dele colher sua magnitude e força. Ela merece!

Abração!

Homero Moutinho Filho disse...

Pois é, acabei "achando" algo diferente e mais profundo em potencial na Priscila como mulher.

Homero Moutinho Filho disse...

Complementando, eu diria que "uma certa devoção de mulher indígena" seria o mais adequado.

Sol disse...

Gosto de Priscila,ela está ali, para aproveitar a chance que e a vida lhe deu, e faz muito bem, não será a primeira e nem a última, e se pensarmos bem, seu "papel" é o mais difícil,principalmente em nossa sociedade hipócrita ,onde as pessoas podem tudo, desde que escondido.

O "paspalhão" do Emanuel, muito preocupado, com o que irão pensar dele ao se envolver com ela, perguntou: se eles iriam continuar a se encontrar aqui fora.
A resposta de Priscila foi rápida, Não,porque aqui fora, a vida é real, e cada um seguirá o seu caminho e conhecerão outras pessoas.

Ponto pra ela,que é muito mais "macho" que ele, sabe que está vivendo uma situação diferente e provisória,e um homem para assumí-la tem que ser muito homem, convenhamos não é o caso dele, que a primeira preocupação que teve ao ganhar a liderança, foi se justificar para a "mamãe", porque estava "pegando" a "gostosona" da casa.
Mil vezes frouxo!!!

Solange

tuca disse...

nao sei se é verdade mas ta la blog deles que iris está passando por problemas !!! será?? ontem achei a iris com ar de tristeza> valeu homero!!!! obrigada !!