domingo, 12 de outubro de 2008

Fato lamentável...

Há coisas que até me tiram a vontade de postar.
Tento conviver e suportar as mais absurdas ações humanas, mas, certas coisas ainda me surpreendem pelo total silêncio da mídia, sempre tão crítica nos mais variados assuntos.
Nenhum comentário nem indagação sobre a realização de uma “parada gay”, no Rio de Janeiro, exatamente num dia religioso, de homenagem à padroeira de nosso país.
Mesmo não sendo seguidor de igrejas, tenho de admitir que quase a totalidade de nosso povo é católica, com milhões de devotos a esta santa, Nossa Senhora de Aparecida.
O que mais me espanta e surpreende, é o fato deste desrespeito, desprezo e descaso pelos direitos dos que seguem suas crenças e fé, venham justamente daqueles que dizem estar lutando para que seus direitos sejam respeitados.
Algumas “minorias” estão protegidas por lei e é proibido fazer quaisquer comentários ou críticas, mesmo que construtivas e justas.
Tal situação nos levou a um quadro de total absurdo, onde a maioria não pode reclamar nem externar a sua indignação, perante qualquer ato que a constranja, choque ou desperte repúdio.
Pouco me importa se a grande mídia é hipócrita, parcial e está atrelada ao pensamento “politicamente correto”.
Não posso deixar de criticar esta atitude inadequada, inoportuna e de profundo mau gosto.
Desta forma, só conseguirão aumentar o preconceito e rejeição, por parte da maioria, não sem razão, porém, passarão a ser, pela indignação, amplamente justificáveis, em virtude deste tipo de comportamento e conduta.
Este, sem dúvida, não é o melhor caminho para alcançarem seus objetivos.

2 comentários:

ligia disse...

É Homero


O poeta Uruguaio,M.Benedetti, já dizia no poema :
el "fulano"
Si me enfrento al espejo
y mi rostro no está

vivir! después de todo
no es tan fundamental

Como voy a creer dijo el "Julano"
Que el mundo se quedó sin utopias

como voy a creer
Que la esperança es un olvido
o que el placer una tristeza

cómo voy a creer/dijo el fulano
que el mundo se quedo sin hutopias



quie la esperanraza es un olvdo

Sol disse...

Bom dia Homero!

Sabe, o que vejo nesta "coincidência" de datas? simplesmente,falta de memória.
Não vejo como afronta ou insulto,
as pessoas agem por puro egoismo, incapacidade de perceber o outro.

Vivemos uma época de ,cada um por si,as pessoas exigem seus direitos e "esqueçem" de suas obrigações.

Se puderem, delegam a alguém suas responsabilidades, hoje quem educa é a televisão, quem informa é a mídia e como o homem está perdendo a capacidade do pensar, acaba por aceitar qualquer coisa.

Quem troca a "alegria" pelo
"sacrifício"?porque é isso que mostram, a "festa,risos,música" da parada gay,e nas homenagens a Aparecida são: lágrimas,pagadores de promessa com o sofrimento estampada no rosto e no corpo,gente humilde, nem sempre com bela estampa.O que não é bonito não dá ibope, florear, colorir, esconder a realidade e mostrar a fantasia cria a ilusão de um povo feliz e harmonioso.


Solange